TECNOLOGIA

Criptomoeda brasileira levanta suspeita de golpe

A criptomoeda Xiglute Coin (XGC), lançada no final de abril, é considerada uma shitcoin, ou seja, uma moeda digital sem futuro e sem valor de mercado; mas isso não impede que seus detentores tentem vendê-la como um bom investimento. E, agora,o Token Sniffer, site de auditoria automatizada sobre contratos em busca de linhas de código maliciosas, descobriu elementos suspeitos que aumentam questões em torno do ativo — e até mesmo apontam para suposto golpe.

Segundo Gustavo Toledo, desenvolvedor e fundador da plataforma Coinsamba, em uma breve análise a pedido do Portal do Bitcoin, a XGC foi concebida pelo empresário Dário Cândido de Oliveira, de Uberlândia (MG). Ela nasceu para ser a moeda exclusiva da rede social de mesmo nome, também produzida por Oliveira, em 2013. O primeiro ponto que levanta suspeitas sobre a shitcoin baseada no padrão ERC-20 do Ethereum é a grande concentração nas mãos de seu seu próprio criador.

De acordo com Toledo, a XGC atualmente conta com um total de 210 trilhões de tokens. Desse total, menos de 1% está distribuído entre os 2,1 mil detentores. Os 99% restantes, cerca de 208 trilhões de XGC, estão no endereço mãe de Oliveira — ou seja, com seu desenvolvedor.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Outro problema, mais grave, foi identificado no código da criptomoeda. O Token Sniffer descobriu que o contrato inteligente da XGC conta com um comando que permite seu desenvolvedor pausar todas as transações no momento em que desejar. Basicamente, isso permite que o desenvolvedor venda os tokens em um momento de alta e em seguida pause o contrato, fazendo que qualquer usuário com tokens XGC na carteira seja impedido de usá-los em transações.

A forma de compra da moeda também levanta suspeitas. Ela só pode ser adquirida a partir da realização de um Pix para a conta da XIGLUTE REDE SOCIAL LTDA. Só depois de concluída e confirmada a transação, os tokens são enviados ao comprador. Normalmente, em movimentação de criptomoedas realizadas por blockchain, tudo acontece de forma instantânea. No caso da XGC, a espera sugerida é de até três dias para os compradores, com relatos de situações em que a demora foi ainda maior que esse prazo.

Por fim, outro fator que levanta suspeitas da XGC é seu white paper, que tem como objetivo explicar o projeto. No caso da XGC, o documento seria uma cópia do da SafeMoon, com alterações no nome e nos valores da taxa, somente.

Mascarando as suspeitas

O projeto deixa essas questões “bastante discretas”, a partir de altos investimentos em marketing e engenharia social, com promessas que seus detentores ficarão ricos no futuro, quando o valor do criptoativo aumentar.

De acordo com o Portal do Bitcoin, em um grupo de Telegram dedicado a falar sobre o token, os usuários são incentivados por moderadores a falarem bem da moeda em suas redes sociais. O criador também usa a valorização que as principais criptomoedas do mercado obtiveram com o passar do tempo como incentivo na propaganda da XGC, embora, na realidade, a cotação atual da moeda digital brasileira não passe de R$ 0,0000096, e sua máxima histórica seja de R$ 0,0001, alcançada em maio deste ano.

Gráfico mostrando a volátidade da XGC nos últimos sete dias (Imagem: Reprodução/CoinMarketCap)

A moeda também se mostra bastante volátil, com grandes variações de preço a cada movimentação de maior peso que acontece na blockchain, como mostrado no gráfico dos últimos sete dias.

Todos esses detalhes acabam pintando a imagem que a XGC não passa de mais um dos vários esquemas pump and dump disponíveis no mercado de criptoativos. Pump and dump é o termo usado para o golpe onde donos de um projeto de criptomoedas ficam em posse da maior parte dos tokens e inflam o mercado, liquidando-os durante um pico e provocando a queda do ativo, deixando detentores com quantidades menores do ativo no prejuízo.

No fim, é recomendável, caso você queira investir em criptomoedas, apostar nas mais conhecidas; ou pesquisar muito antes de fazer isso, para acabar não caindo em situações suspeitas.

Fonte: Portal do Bitcoin, CoinMarketCap

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

VEJA MATÉRIA ORIGINAL

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo