TECNOLOGIA

Espiral de peixes ganha concurso de imagem científica; veja fotos

A edição de 2021 do concurso de fotografias do jornal científico BMC Ecology and Evolution reuniu uma coleção impressionante de imagens que mostram a diversidade da vida animal e vegetal da Terra. De crustáceos peludos à caça de vespas e rãs fugitivas, a grande vencedora foi a fotografia de um cardume de peixes em espiral feita por Kristen Brown, pesquisadora da Universidade da Pensilvânia, na Filadélfia (Estados Unidos). A foto foi tirada na Grande Barreira de Corais da Ilha Heron (Austrália).

Crédito: Kristen Brown.Crédito: Kristen Brown.Fonte:  Springer Nature/Reprodução. 

Sobre a foto, pesquisadora disse: “Esta imagem representa a beleza e generosidade de nossos oceanos, bem como a crise em espiral que se desenrola no ambiente marinho. Recifes com alta cobertura de coral e abundantes populações de peixes como este na Ilha Heron, na Grande Barreira de Corais, estão infelizmente se tornando mais raros”. Ela alertou que sem o esforço para reduzir emissões de gases do efeito estufa e melhorar a qualidade da água, os recifes de coral correm o risco de desaparecer.

Os jurados também selecionaram um vice-campeão geral e vencedores em seis categorias: Biologia da Conservação; Biologia Evolutiva do Desenvolvimento e Biodiversidade; Ecologia Comportamental; Evolução Humana e Ecologia; Biologia Ecológica do Desenvolvimento; Ecologia populacional e Escolha do Editor.

Veja as outras imagens vencedoras:

Crédito: Kseniya Vereshchagina.Crédito: Kseniya Vereshchagina.Fonte:  Springer Nature/Reprodução. 

A imagem vice-campeã do concurso e melhor imagem para ‘Biologia Evolutiva do Desenvolvimento e Biodiversidade’ retrata o Eulimnogammarus verrucosus, uma espécie de crustáceo endêmico do Lago Baikal, Patrimônio Mundial da UNESCO, que sofre de uma infecção ciliada parasitária.

Crédito: Roberto García-Roa.Crédito: Roberto García-Roa.Fonte:  Springer Nature/Reprodução. 

A imagem vencedora na categoria ‘Ecologia Comportamental’ foi ‘O Caçador’, que retrata uma vespa e sua presa aranha em Tiputini (Equador). Seu autor, da Universidade de Valência (Espanha), também venceu outras duas categorias: Ecologia Comportamental e Evolução Humana e Ecologia.

Crédito: Roberto García-Roa.Crédito: Roberto García-Roa.Fonte:  Springer Nature/Reprodução. 

Melhor imagem para ‘Ecologia da População’, ‘Pequena Grande Migração’ captura uma população de cupins soldados enquanto eles migram para garantir a sobrevivência e a reprodução da colônia. Eles caminham em uma corda abandonada, em uma floresta da Malásia.

Crédito: Roberto García-Roa.Crédito: Roberto García-Roa.Fonte:  Springer Nature/Reprodução. 

A imagem vencedora da categoria ‘Evolução Humana e Ecologia’, “Aprendendo a ser humano”, mostra um pesquisador estudando a evolução da locomoção humana com a ajuda de um babuíno.

Crédito: Chey Chapman.Crédito: Chey Chapman.Fonte:  Springer Nature/Reprodução. 

A imagem vencedora em ‘Biologia Ecológica do Desenvolvimento’ retrata o detalhe de um peixe-zebra que refez sua barbatana caudal apenas duas semanas depois de ela ter sido cortada (na linha pontilhada horizontal branca).

Crédito: Dimitri Ouboter.Crédito: Dimitri Ouboter.Fonte:  Springer Nature/Reprodução. 

A escolha do editor, intitulada ‘Perseguidor Misterioso’, foi tirada por um pesquisador do Instituto de Animais Selvagens Neotropicais e Estudos Ambientais do Suriname. A imagem retrata um sapo gigante gladiador segundos antes de escapar da tentativa de ataque de uma cobra. Esses sapos já foram observados escapando das mandíbulas de cobras emitindo gritos de socorro, pulando e inflando seus pulmões, o que torna mais difícil agarrá-los.

VEJA MATÉRIA ORIGINAL

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo